Tudo o que você precisa saber sobre luvas resistentes a arco elétrico

Tudo o que você precisa saber sobre

Luvas resistentes a arco elétrico

Lesões relacionadas ao arco elétrico

Um arco elétrico ocorre quando há uma liberação repentina de energia elétrica entre dois condutores, causando uma explosão. É um risco grave em setores como o de serviços públicos de eletricidade, construção, petróleo e gás e manufatura, em que os trabalhadores trabalham em torno de interruptores de alta tensão e equipamentos de aterramento, quadros de painéis, quadros de distribuição e transformadores. As lesões relacionadas ao arco elétrico podem ser extremamente perigosas e causar queimaduras graves, lesões oculares, perda de audição e até mesmo ser fatais. Por isso, é essencial que os trabalhadores tenham proteção da cabeça aos pés, inclusive proteção para as mãos, roupas resistentes a arco elétrico e chamas, capacetes de segurança e protetores faciais.

As luvas resistentes a arco elétrico oferecem proteção acidental no caso de ocorrer um arco elétrico. Elas são projetadas para limitar a extensão da lesão por queimadura, resistindo à exposição ao calor e às chamas nas mãos do usuário.

Lesões relacionadas ao arco elétrico

Um arco elétrico ocorre quando há uma liberação repentina de energia elétrica entre dois condutores, causando uma explosão. É um risco grave em setores como o de serviços públicos de eletricidade, construção, petróleo e gás e manufatura, em que os trabalhadores trabalham em torno de interruptores de alta tensão e equipamentos de aterramento, quadros de painéis, quadros de distribuição e transformadores. As lesões relacionadas ao arco elétrico podem ser extremamente perigosas e causar queimaduras graves, lesões oculares, perda de audição e até mesmo ser fatais. Por isso, é essencial que os trabalhadores tenham proteção da cabeça aos pés, inclusive proteção para as mãos, roupas resistentes a arco elétrico e chamas, capacetes de segurança e protetores faciais.

As luvas resistentes a arco elétrico oferecem proteção acidental no caso de ocorrer um arco elétrico. Elas são projetadas para limitar a extensão da lesão por queimadura, resistindo à exposição ao calor e às chamas nas mãos do usuário.

O que você aprenderá

  • Forças subjacentes que causam um arco elétrico
  • Como as luvas com classificação de arco elétrico protegem as mãos do trabalhador
  • Materiais comuns resistentes a arco elétrico usados para fabricar luvas de segurança
  • Normas e testes de segurança usados para verificar as classificações de arco elétrico em luvas

Forças no trabalho em luvas resistentes a arco elétrico

Para entender como as luvas resistentes a arco elétrico protegem as mãos dos trabalhadores, primeiro precisamos entender o que é um arco elétrico.

Um arco voltaico ocorre quando uma corrente elétrica salta entre dois pontos (de um condutor para outro) devido a uma diferença de energia potencial (diferença na quantidade de energia entre dois pontos). Isso cria uma explosão de calor e energia. Geralmente ocorre em torno de disjuntores e caixas elétricas de nível industrial, onde há muita energia transferida e onde há a possibilidade de um salto elétrico (arco) que pode explodir. Por esse motivo, as luvas resistentes a arco elétrico são fabricadas com materiais que:

  1. Resistir à ignição ou à combustão para evitar que pegue fogo
  2. Não sustentar ou limitar a área se as luvas pegarem fogo
  3. Minimizar a transferência de calor para as mãos

Materiais usados em luvas resistentes a arco elétrico

O material mais comum usado para proteção contra os riscos de arco elétrico é o couro, devido à sua resistência ao fogo e durabilidade inerentes. Entretanto, outros materiais também são usados para fabricar luvas resistentes a arco elétrico.

COURO

O couro é inerentemente resistente ao fogo e está na vanguarda da proteção contra incêndios. Seu revestimento externo sólido fornece uma barreira natural para a penetração de chamas ou calor.

A lã é uma fibra natural inerentemente resistente ao fogo que forma uma camada isolante para evitar que as chamas se espalhem ainda mais. Ela não é inflamável e tem uma temperatura de ignição muito alta, o que evita que pegue fogo facilmente. Se pegar fogo, a lã queima lentamente e as fibras se autoextinguem quando a fonte de fogo é removida. A lã é frequentemente usada como forro interno em luvas de couro e de malha para maior proteção e conforto. Além de ser inerentemente resistente ao fogo, a lã é comumente usada como um forro isolante que ajuda a manter as mãos aquecidas ao trabalhar em temperaturas frias.

ALGODÃO

O algodão é uma fibra natural que oferece resistência natural ao calor. Entretanto, para ser resistente ao fogo, o algodão deve ser tratado com produtos químicos que resistam ao fogo. Assim como a lã e o modacrílico, o algodão é mais comumente usado como forro em luvas de couro e de malha para maior proteção e conforto contra riscos de incêndio.

ARAMÍDEOS

A para-aramida e a meta-aramida são fibras sintéticas que são inerentemente resistentes ao fogo devido à sua estrutura química. Elas são frequentemente selecionadas devido à sua proteção mecânica natural superior (especialmente as para-aramidas) contra outros riscos, como corte e abrasão. As aramidas também são frequentemente combinadas com couro para melhorar sua resistência natural a chamas e calor.

MODACRÍLICO

O modacrílico é uma fibra sintética que é inerentemente resistente ao fogo. No entanto, ao contrário das aramidas, ela não possui nenhum tipo de proteção mecânica. O modacrílico é frequentemente misturado com outros materiais (naturais ou sintéticos) para melhorar a proteção mecânica e o conforto.

NEOPRENE

O neoprene é uma borracha sintética tradicionalmente usada na fabricação de luvas para produtos químicos e também serve como revestimento de palma para luvas de malha. Ele é usado principalmente por sua alta resistência natural ao fogo contra os riscos de arco elétrico.

Materiais usados em luvas resistentes a arco elétrico

O material mais comum usado para proteção contra os riscos de arco elétrico é o couro, devido à sua resistência ao fogo e durabilidade inerentes. Entretanto, outros materiais também são usados para fabricar luvas resistentes a arco elétrico.

COURO

O couro é inerentemente resistente ao fogo e está na vanguarda da proteção contra incêndios. Seu revestimento externo sólido fornece uma barreira natural para a penetração de chamas ou calor.

A lã é uma fibra natural inerentemente resistente ao fogo que forma uma camada isolante para evitar que as chamas se espalhem ainda mais. Ela não é inflamável e tem uma temperatura de ignição muito alta, o que evita que pegue fogo facilmente. Se pegar fogo, a lã queima lentamente e as fibras se autoextinguem quando a fonte de fogo é removida. A lã é frequentemente usada como forro interno em luvas de couro e de malha para maior proteção e conforto. Além de ser inerentemente resistente ao fogo, a lã é comumente usada como um forro isolante que ajuda a manter as mãos aquecidas ao trabalhar em temperaturas frias.

ALGODÃO

O algodão é uma fibra natural que oferece resistência natural ao calor. Entretanto, para ser resistente ao fogo, o algodão deve ser tratado com produtos químicos que resistam ao fogo. Assim como a lã e o modacrílico, o algodão é mais comumente usado como forro em luvas de couro e de malha para maior proteção e conforto contra riscos de incêndio.

ARAMÍDEOS

A para-aramida e a meta-aramida são fibras sintéticas que são inerentemente resistentes ao fogo devido à sua estrutura química. Elas são frequentemente selecionadas devido à sua proteção mecânica natural superior (especialmente as para-aramidas) contra outros riscos, como corte e abrasão. As aramidas também são frequentemente combinadas com couro para melhorar sua resistência natural a chamas e calor.

MODACRÍLICO

O modacrílico é uma fibra sintética que é inerentemente resistente ao fogo. No entanto, ao contrário das aramidas, ela não possui nenhum tipo de proteção mecânica. O modacrílico é frequentemente misturado com outros materiais (naturais ou sintéticos) para melhorar a proteção mecânica e o conforto.

Neoprene

O neoprene é uma borracha sintética tradicionalmente usada na fabricação de luvas para produtos químicos e também serve como revestimento de palma para luvas de malha. Ele é usado principalmente por sua alta resistência natural ao fogo contra os riscos de arco elétrico.

Materiais a serem evitados ao trabalhar com riscos de arco elétrico

Os materiais termoplásticos devem ser totalmente evitados quando se trabalha próximo a riscos de arco elétrico - mesmo em roupas. Os materiais termoplásticos podem derreter e aderir à pele, causando queimaduras graves. Entre eles estão o HPPE, o náilon e o poliéster.

Práticas recomendadas para ambientes perigosos com arco elétrico

01

Conforme mencionado anteriormente, o uso de luvas com classificação de arco elétrico é apenas um componente da proteção dos trabalhadores contra lesões graves. Os trabalhadores que operam equipamentos onde há risco de arco elétrico devem ser protegidos da cabeça aos pés para evitar lesões fatais. Isso inclui capacetes de segurança, protetores faciais, roupas resistentes a arco elétrico e a chamas e proteção para as mãos e os ouvidos.

02

Procedimento de bloqueio/etiquetagem. A ideia básica por trás do método de bloqueio/etiquetagem é definir controles para evitar acidentes associados a riscos de arco elétrico quando o equipamento não estiver em uso ou em serviço ou manutenção. O procedimento exige que o pessoal autorizado feche os circuitos e as válvulas elétricas, desconecte as fontes de energia e prenda as peças móveis e outras para isolar o equipamento de outros trabalhadores.

03

Distância mínima de segurança. Os trabalhadores devem seguir a distância mínima de segurança e o limite de arco elétrico estabelecido com base na avaliação de risco de arco elétrico realizada por sua empresa.

Padrões de segurança de resistência a arco elétrico

Os padrões do setor foram estabelecidos com métodos de teste específicos para atribuir níveis de proteção para luvas de segurança, incluindo arco elétrico. Esses padrões foram introduzidos para criar uma linguagem comum para que gerentes de segurança, distribuidores e fabricantes definissem os níveis de proteção e comprovassem as alegações de proteção.

Os testes de arco elétrico são realizados de acordo com os testes padrão ASTM F1959 e ASTM F2675 para proteger os trabalhadores de indústrias que trabalham em ou perto de peças ou equipamentos energizados capazes de gerar um arco elétrico. Uma parte importante da norma estabelece categorias CAT que definem o nível de classificação de arco necessário para realizar tarefas perigosas específicas.

Categorias de arco elétrico

A proteção contra arco elétrico é categorizada em 4 grupos com base em sua proteção contra chamas (0-4, sendo 4 a mais alta). Isso é medido por cal/cm2.

Supondo que você tenha determinado que existe a probabilidade de um arco elétrico e tenha tomado medidas de segurança adicionais para determinar o limite do arco elétrico, a seleção de luvas e outros EPIs a serem usados dentro desse limite é determinada pelas seguintes categorias.

Pronto para encontrar luvas com classificação Arc Flash
com classificação Arc Flash?

Navegue por nossa seleção de luvas para arco elétrico

VER PRODUTOS
Pronto para encontrar luvas com classificação Arc Flash?

Navegue por nossa seleção de luvas para arco elétrico

VER PRODUTOS
Nenhum produto em sua caixa.